Dana White dono do UFC prevê MMA como esporte mais popular do mundo

O Ultimate Fighting Championship (UFC) se encontra em expansão no mundo todo e, diante dos seguidos recordes de audiência e de venda de ingressos, seu presidente, Dana White, prevê um futuro grandioso. Segundo ele, o MMA (Mixed Martial Arts) ainda vai alcançar o posto de esporte mais popular do mundo, com capacidade de realizar eventos simultâneos em diferentes partes do planeta.

“Estamos levando tudo para um nível acima. O UFC está ganhando uma proporção maior. Não tenho dúvidas de que vai ser o esporte mais popular do mundo”, apontou o dirigente, em conferência. Um grande exemplo do potencial dos eventos de MMA é o UFC 129, que será realizado em Toronto, no Canadá, em 30 de abril.

Isso porque os 40 mil ingressos viabilizados inicialmente para o Estádio Rogers Centre, local do evento, foram vendidos em poucos minutos. Foram lançados mais 15 mil, também esgotados em pouco tempo.

“Foi excepcional termos vendido 55 mil ingressos. Um recorde. Mas, a pergunta é: mais quantas pessoas estavam procurando por ingressos? 25 mil? De repente, 30 mil?”, indagou White.

“É verdadeiramente fenomenal o nosso sucesso em vender ingressos pelo mundo”, continuou o dirigente, que já arrecadou US$ 11 milhões com as entradas para o UFC 129.

“O impacto econômico que o UFC terá na cidade de Toronto no fim de semana do UFC 129 será de cerca de US$ 40 milhões, e isso porque estou sendo muito conservador. Apenas de impostos sobre os tíquetes teremos US$ 1,5 milhão”, disse.

Dana White ainda comparou o sucesso das vendas, que também são altas pelo sistema pay-per-view de televisão, com a realidade do boxe, esporte ameaçado pelo crescimento do MMA.

“O boxe não vende ingressos para fãs assíduos porque, simplesmente, eles não podem pagar. Eles cobram preços ridículos, como US$ 5 mil, e todos os cassinos compram os ingressos”, comparou.

Para continuar a expansão do UFC, White afirmou que pretende expandir o número de edições do The Ultimate Fighter, reality show no qual atletas são formados, além de realizar eventos no Reino Unido, Canadá e nas Filipinas.

“Estamos trabalhando em alguns contratos que serão fechados nos próximos meses que colocarão o UFC em cerca de um bilhão de lares de todo mundo”.

Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.

Posts Relacionados:

Dana White fala em aposentar Wanderlei Silva após o UFC 132
Confirmada luta entre Lyoto Machida e Randy Couture no UFC 129 em Abril
Georges St. Pierre pode ser o próximo a desafiar Anderson Silva no UFC
Ingressos para o UFC 127 entre BJ Penn e Jon Fitch se esgotam em 30 minutos
Wanderlei Silva: “as pessoas não gostam de lutadores invencíveis, por isso tenho fãs”